O Arquiteto

Rui Alves da Silva, natural de Guimarães, é licenciado em Arquitetura, em 2002, pela Universidade Lusíada, na vertente de Recuperação Urbana.

Iniciou atividade em 2001 no Atelier “CREAR – Criação e Estudos de Arquitectura”, onde permaneceu até ao ano de 2012.

Ao longo dos anos participou em alguns concursos a nível nacional. Em 2003, destaca-se a sua participação no Concurso Nacional Europan7,onde alcançou o 7.º lugar. Em 2012 participa no Concurso Público para o Parque de Estacionamento do Toural, em Guimarães, obtendo o 2.º lugar.

O interesse em manter uma prática profissional diversificada, resultado de uma visão pluridisciplinar da Arquitetura, leva-o, em 2013, a aceitar o desafio do Grupo ACA para desenvolver os seus projetos em Angola, tendo, então, a oportunidade de enriquecer e alargar a sua experiência nas áreas da conceção, coordenação e gestão de projetos e direção de obra.

Atualmente em Portugal mantém funções na área Imobiliária do Grupo ACA, desenvolvendo e promovendo investimentos imobiliários no mercado nacional e internacional.

Do seu portfólio sobressaem obras com enquadramentos distintos – construção de raiz, recuperação ou remodelação, arquitetura de interiores – com destaque para os seguintes projetos: Centro Social – S. Torcato, Guimarães; Casa do Servo – Centro de Exposições – S. Torcato, Guimarães; Confessionário no Mosteiro de S. Torcato; Recuperação de edifícios no Centro Histórico de Guimarães e diversas moradias de raiz; Armazéns e Indústria de Artegui, Guimanos e C.D. Alves Pereira; Sede da AngolACA, Luanda.

Desenvolveu ainda outros projetos, em co-autoria, dos quais se destacam o Mercado Municipal de Guimarães; Projeto tipo para Piscinas Municipais de Guimarães; Centro Escolar de Urgeses, Guimarães; Escola de Ensino Básico e Pré-Primário de V.N. de Infantas e o Condomínio Villas Flor Alameda, Guimarães.